quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Diário de um Nerd :F



Err.. Oi, meu nome é James tenho 17 anos, mas minha família me chama de Jim ( sim, minha família, por que na escola... digamos que não falo muito com eles) não sou o mais "popular" da escola... Sabe, vou contar uma historia, mas não é qualquer coisa... é de coração sabe? Tudo começa pela uma garota, ela é muito bonita e ela é nova na escola, mas percebi que será presa fácil pelos tubarões de lá. Assim que entrou na sala, ela foi logo puxou assunto comigo ( acho que ficou com pena, por que sou zoado) e vi que poderia ter conhecido finalmente uma amiga, ou talvez até a minha futura namorada, mas depois de algumas semanas, não foi bem assim...

Segunda: Depois de algumas semanas vivendo com os "populares" percebi que a garota que na qual eu havia me encantado nos primeiros dias havia sumido, (aah é, nem falei seu nome, é Camila) e apesar de tudo ela ainda mexe comigo... aah qual é? Qual a minha chance com ela? Percebi isso quando vi os dois (ela e o Roger, bad boy da escola) olhando pra mim, enquanto eu fingia que lia um livro. Muita sacanagem essa sua, como eu odeio esse seu jeito de olhar que mexe comigo, não paro de pensar em você, fico confuso com tudo isso. Parece que só vivo para poder deixar você mais feliz e você não me aceita. Amanha vou criar coragem e me declarar e ver se tenho alguma chance né, afinal, você não me rejeita tanto quanto os outros.
Terça: Você provou isso pra mim, que não me aceita, igual a todos! Tudo isso por causa de um poema idiota que li e dediquei a você, e você? Me deixou com cara de cú na frente da escola toda, nem pra falar alguma coisa, sei lá... ao invés disso você riu e isso só serviu pra todos me humilharem mais ainda, são uns idiotas até você Camila, nem pra se dar conta de escutar o que o poema dizia. Mas vai ter volta, vou aprender a não ligar mais pra você e todos vão ver!
Quarta: Nem pisei na escola depois daquela humilhação que passei, resolvi ficar em casa e vendo aquele video chato de ontem que nunca pára.
Foi quando que minha mãe pediu pra sair um pouco e espairecer mais, por que ela estava vendo que eu não tava legal, e resolvi seguir seu conselho... sendo que mais tarde não seria uma boa opção pra mim.
Chegando no Central Park veio em minha direção, ele aquele débil mental que você "namora" chegou e deu um murro no meu olho pelo qual motivo até agora custo a entender, disse que você falou pra ele que EU quase abusei de você! Como vou fazer isso se você não me da um espaço pra mostrar o que eu sinto? E se você desse pelo menos 5% de chance, essa seria a minha ultima opção, ao menos que você queira também. Agora tudo que eu senti e sentia por vocês, são cinzas queimei tudo e joguei fora.
Quinta: Resolvi ir pra escola por que eu não merecia sofrer por você, que não precisava me esconder e que eu continuo bem apesar de tudo, mas minha fama na escola não é a das melhores. Alguns me chamam de babaca do amor, outros de pirata maníaco (pelo olho roxo de ontem provocado da mentira que você contou) outros de garotinha apaixonada. Tô cansado de tudo isso, não que eu me importe com essas "criancinhas de 2º série", mas por você fazer parte de tudo isso, sinceramente eu realmente TÔ CHEIO, acho que isso é mais que prova de que VOCÊ, não vale a pena.
Sexta: Me dei conta de que você pela uma forma ou de outra, abriu meus olhos e que se eu não posso ter hoje, não poderei ter amanha e que isso sirva de lição pra mim. Decidi mudar meu visual, parei de usar meus óculos (embora gostasse muito deles) e pus até um piercing! Decidi seguir a opinião da minha irmã e comprar roupas novas ( é, eu tinha um dinheiro guardado mas era pra comprar meu vídeo-game [é vídeo-game, você vai ficar pra depois] ) e fui para aquele inferno, quer dizer, escola.
Chegando lá... váááárias garotas em cima de mim perguntando se eu era novo na escola e depois de muito tempo expliquei quem realmente eu era e resultando de tudo isso não podia se outro, todos de queixo caído. Só que havia uma garota que me chamou atenção pelo fato de não ter se surpreendido muito, eu não á conhecia, não sabia de qual turma era ela, mas enfim, ela chegou em mim com um sorriso de Monalisa e falou que eu estava diferente e pronto, fingi que não dei muita importância pra ela e agradeci (mas ela mexeu um pouco comigo, ela era bonita, mas não vou cair na mesma de novo) enfim, continuei ali com todas aquelas garotas falsas em cima de mim (graças a Deus tenho memoria fotográfica e lembro de cada pessoa que riu de mim naquele dia). Depois de tudo aquilo, veio uma garota Pamela o nome dela, e chegou em mim rindo ( aquela falsa também riu de mim na terça ) e me deu 2 convites pra festa que ela estava organizando nesse fim de semana e falou que eu não podia perder e que levasse um amigo assim que nem eu ( fiquei sem entender mais tudo bem) e me deu um beijo de leve no ouvido (ai que calafrio, nunca pensei que ser O CARA podia ser bom) e eu né, agradeci sem olhar nos olhos dela e fui embora.
Ela me deu 2 convites e eu não tava muito afim de ver aquele pessoal besta de novo, decidi que não iria... aí foi que pensei naquela garota que me tratou diferente das outras... talvez ela queira ir comigo, aí procurei por ela e decidi a convida-la. A resposta não foi outra ( já to me achando he he he ).
Sábado: A festa da Pamela era uma das festa mais bombada que havia, geralmente era de dois e como ela era a riquinha, sempre tinha tudo pra ser uma festa boa.
Sempre tive a curiosidade em saber como é uma festa, é sou um nerd e as únicas festas na qual eu frequentava era a dos meus priminhos, mas isso não vem ao caso. Bom como a festa só começava na faixa de 23:00, passei horas no quarto pra saber com que roupa ia, se meu cabelo tava bom (aaah cara, minha primeira "farra" eu precisava tá apresentável).
As horas se passaram e a festa mais próxima até que... é tava na hora de se arrumar! Aí depois daqueles bla bla todo eu fui buscar a Debbie, ah é, eu não havia mencionado o nome dela ainda, pois é agora já sabem, e... UAAU! Que gata cara, ela ja era linda na escola e estava mais bonita, aí elogiei ela e ela... ELA ME BEIJOU CARA! (cara que coisa boa beijar, nunca tinha beijado na vida ) Falou que eu estava lindo (aquilo foi demais) aí a gente foi pra festa.
Chegando lá, tava só a orgia, gente de todas as idades, bebidas adoidada, gente se jogando na piscina, essas coisas que acontecem. Bom, a festa foi muito boa, eu tive meu primeiro porre lá, fiquei muito com a Debbie a gente curtiu muito, até demais, e.. Ela queria subir pra um quarto, mais eu sou inexperiente nesse assunto e falei pra ela que eu era virgem. Ela riu e disse que ia me ensinar e... pois é aconteceu ( não vou contar detalhes, talvez um dia quem sabe ), foi a melhor noite da minha vida, com uma garota linda, ela me pareceu que curtiu muito também, enfim, a gente decidiu a parti daquela noite que ia ficar junto e se conhecendo aos poucos.
Domingo: Depois de tudo aquilo, a gente foi pra casa 9:00 da manha fazendo vocês sabem o que he he. Quando cheguei em casa com um sorriso enorme na cara, minha mãe quase que me batia pelo fato que eu nunca saía de casa e também por que voltei um pouco tarde né. Mas ficamos de boa. Aí fui dormi né, depois de tudo, só fui dormi 12:00.
Minha semana foi diferente e a melhor da minha vida, deixei de ser invisível, fiquei bonitão e ainda descolei uma gata daquelas. Ainda não abandonei meus óculos.

Meses depois: Minha vida mudou, ja tô namorando a Debbie a 7 meses (ela não é fresca gosta do que eu gosto e ainda me acha bonitão de óculos e ainda é muito gata), Festinhas de vez em quando, camisinhas e ainda sou aquele nerd de segunda feira, muito mais feliz.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...